Estamos mesmo vivendo a vida que queremos?

David Baker poderia ser descrito por várias facetas e profissões que exerce. O que mais tem chamado atenção no britânico, no entanto, é a sua capacidade de ‘provocar’ (como ele mesmo diz) as pessoas a viverem melhor.

rsz_tsol_david_baker-615x410

David é um dos fundadores e editores da Wired e escreve regularmente para algumas das mais reconhecidas publicações do mundo como: Financial Times, The Guardian, Wallpaper, The Independent, The Face, entre outros.

O tema de seus textos, aulas e consultorias é tão vasto quanto seu currículo, mas o motivo pelo jornalista ser tão querido no mundo todo é basicamente um. David trata de questões angustiantes de nosso tempo, como trabalho x vida pessoal, crise econômica, propósito de vida e tecnologia de um jeito leve, prático e resolutivo.

O jornalista defende que todo mundo pode (e deve) desenvolver habilidades empreendedoras para solucionar problemas profissionais e pessoais, acredita que podemos (e também devemos!) render mais e trabalhar menos, e ir em busca daquilo que realmente tenha valor e significado para a gente.

Tanta coisa bacana e uma notícia melhor ainda: Baker está a caminho de Londrina para duas aulas da The School Of Life, que vai rolar no Look Up Lab.

Dizem que ele só checa os e-mails duas vezes por dia! Mesmo assim, David encontrou um tempinho para responder algumas perguntas da nossa equipe, que mal pode esperar para a troca de ideias com o coach, olha só:

Ultimamente temos visto várias chamadas do tipo, “Largue seu emprego e faça o que você ama”, como se isso fosse uma promessa absoluta e certeira de felicidade. O que você pensa disso?

Eu não acho que isso seja necessariamente o caminho para a felicidade verdadeira. Muitas pessoas amam seus trabalhos e sentem um propósito muito forte através dele. Mas esse chamado realmente nos convida a examinar as prioridades em nossas vidas. Estamos mesmo vivendo a vida que nós realmente queremos – em termos de amigos, família, localização, valores e também no trabalho? E se não estamos, existe alguma mudança que possa ser feita, encontrando uma vida mais sintonizada com aquilo que queremos fazer e pelo qual vamos nos sentir orgulhosos?

Você tem um objetivo super desafiador nos seus cursos, que é fazer as pessoas felizes. Qual foi seu propósito quando você começou esse projeto? E o que te mantém motivado?

Na verdade, eu não acho que o objetivo da The School of Life seja esse. Acho que nosso objetivo é dar a oportunidade das pessoas olharem para suas vidas de um novo jeito e encontrar formas de vivê-las de maneira plena. Isso vem de Sócrates, que disse que uma vida sem consciência e reflexão não vale a pena ser vivida. Eu acho que todo mundo tem o direito de viver uma vida feliz e de definir “feliz” em seus próprios termos. Para mim, tornar a vida mais criativa, mais reflexiva e consciente, dar o meu melhor para que meus relacionamentos sejam cheio de respeito e amor me faz feliz. No que diz respeito a motivação, é simples: em cada aula, eu vejo as pessoas tendo insights que vão realmente mudar suas vidas, e sempre aprendo algo novo sobre essa coisa maravilhosa que nós chamamos de “vida”.

Que conselho você daria para alguém que “não sabe o que quer da vida”?

Venha para uma aula da The School of Life e entre em contato com pessoas que estão passando pela mesma coisa. A vida oferece tantas possibilidades e é maravilhoso poder explorá-las com pessoas que também estão vivenciando as mesmas questões.

David Baker estará em Londrina nos dias 18 e 19 ministrando aulas da The School of Life no Look Up Lab. Para mais informações, acesse: http://lookuplab.com.br/evento

Como-equilibrar-trabalho-e-vida-pessoal_eventosite Como-pensar-com-a-mente-de-um-empreendedor_eventosite

Créditos da foto: The School Of Life.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *