As 4 fases do sonho e o que isso tem a ver com o seu negócio?

Sonhos-e-Foco-reduzida

Sonhos-e-Foco-reduzida

Ninguém vive sem sonhos. A habilidade de sonhar é a habilidade de nos manter vivos. É a habilidade que faz com que você tenha inspiração, gás, força para agir. Nada melhor do que sonhar para agir.

E aqui é importante perceber que estou relacionando sonhos com inspiração, não com motivação – motivo para uma ação. O fato de alguém ter contas para pagar é um ótimo motivo para agir. Motivação não é inspiração, emoção, estado de espírito.

São com esses sentimentos que os sonhos estão relacionados: com emoções, estados de espírito genuínos. Por isso o ato de sonhar, ter sonhos é um indicador de que estamos bem, e vivos.

Nós empreendedores aprendemos cedo que para realizar nossos sonhos precisamos transformá-los em metas, transformar nossas ideias em projetos e, principalmente, aprendemos que precisamos executar, agir, tentar. No caminho da ideia à realização, os sonhos passam por 4 fases, as quais quero compartilhar com vocês agora:

AS 4 FASES DOS SONHOS

Fase 1: o vulcão

Um vulcão quando vai entrar em erupção ninguém segura, pois tudo que ele quer é explodir. Nessa fase, nós não aceitamos que algo ou alguém diga que é impossível, que não faz sentido, que ninguém vai querer comprar. Tudo que fazemos é acreditar e buscar todos os meios de realizar esse sonho – ou de deixar o vulcão explodir.

Fase 2: Challenger

A Challenger foi uma espaçonave da NASA que explodiu, na década de 80. A explosão foi causada por um pequeno anel de vedação feito de borracha. À noite que antecedeu o seu lançamento as temperaturas da região marcaram graus à baixo de zero.

Um relatório técnico da NASA dizia que caso houvesse congelamento da estrutura da nave, alguns componentes de borracha poderiam ser comprometidos. Os líderes do projeto, na ânsia do lançamento, não se atentaram para isso e autorizaram o lançamento. O anel de vedação de borracha, que custava centavos de dólar causou a explosão da nave de milhões de dólares, resultando na completa falha do projeto.

Ou seja, na fase Challenger o sonho é tangível, é possível vivenciá-lo. É uma startup que já está andando, um negócio que dá resultados, são os clientes que já indicam os seus serviços e produtos. Existe alguma coisa construída.

Esse é um momento crucial e importante para o seu negócio. É quando você tem que ter mais cuidado para que, na ânsia de decolar, você não esqueça de detalhes e menospreze pequenas etapas. Foi isso que ocorreu com a Challenger, todo o projeto já em funcionamento explodiu, por causa de um anel de vedação de borracha de centavos de dólar que foi menosprezado.

A excelência está no cuidado com os detalhes. Uma empresa ou uma carreira não é feita de grandes conquistas, ela é feita de pequenos detalhes todos os dias.

Fase 3: Stand-by

Nesta fase, temos o sonho, sabemos que ele é possível, mas o deixamos em um canto com a expectativa de retomá-lo no futuro. Muitos empreendedores estão nessa fase ou passam por essa fase por um determinado período, seja para se preparar, levantar fundos, esperar o melhor momento etc.

O perigo neste caso é que você fuja da rota, que você não volte para o caminho em direção ao seu sonho.

Essa fase acontece também quando sabemos que o sonho é possível, inclusive o testamos, mas falhamos, nos frustramos com o que fizemos e resolvemos deixar o sonho em espera.

O perigo de quem deixa seu sonho em stand-by por frustração é que a depender do motivo que o levou a essa frustração pode ser que ele nunca volte à empreender para o sucesso.

Fase 4: sonho morto

É fase do sonho enterrado, por algum motivo você enterrou seu sonho. Seja por que saiu da rota ou deixou de persistir e buscar formas de tirá-lo do papel.

Acontece que uma das melhores consequências de sermos humanos é que somos incapazes de ter apenas um sonho. Temos vários sonhos ao mesmo tempo, cada um deles agrupados em um determinada fase. Quantos dos seus sonhos estão na fase 4?

Para evitar chegar a um estado de vida no qual a maioria dos nossos sonhos estão mortos e poucos estão realizados, podemos atentar para os seguintes fatores:

5 FATORES QUE ATRAPALHAM OS SEUS SONHOS

I) As pessoas com quem nós compartilhamos os sonhos

Tome cuidado com quem você anda. Não compartilhe seu sonho com quem não tem capacidade de sonhar e cerque-se de pessoas com capacidade de realização.

II) Acreditar que você está preparado para atingir seu sonho

Cuidado se você acredita ter todos os recursos para realizar o que deseja: conhecimento, tempo, competências, habilidades, técnicas, pessoas, experiência, dinheiro. Adotar uma postura de humildade diante dos desafios é crucial para identificar suas barreiras e buscar ajuda para superá-las.

III) Não saber interpretar os sinais

Esse fator se relaciona com os fatores externos à sua ideia, sonho, desejo ou meta. Aqui entram o comportamento do seu público-alvo, as tendências de mercado, novas tecnologias e modelos de negócio. São externalidades que influenciam a realização do seu sonho, positiva ou negativamente.

IV) Sonhar o sonho dos outros

Será que o seu sonho é genuinamente seu ou você está sonhando por que algo assim está funcionando para os outros?

V) Não focar

Sonhar é importante, mas sonhar sem foco é loucura.

Você pode se interessar também pelo nosso artigo sobre “5 fatores que influenciam negativamente as metas“.

FOCO

Ter um sonho, um desejo, uma meta é fundamental, porém se nós não temos a capacidade de focar, é impossível sair do lugar. E aqui é importante identificar os 2 desafios do foco, que vão influenciar sua capacidade de realização:

1º desafio: Saber dizer não às boas ideias

Tudo que tira você do foco muitas vezes é uma boa ideia, porém muitas vezes o que precisamos é persistir numa ideia que já tivemos. Executar o que já pensamos.
Se a cada nova ideia não executarmos nenhuma ou quisermos executar todas, vamos sempre executar nenhuma.
Isso ocorre com frequência naqueles momentos em que as coisas ficam difíceis. Nos momentos que surge um desafio é quando costumamos ter uma nova ótima ideia e sair do foco, da rota.

2º desafio: Resistir aos muitos estímulos da informação

Para isso precisamos entender quem é o grande cliente da informação: a atenção. Toda informação precisa da atenção para sobreviver. Essa é uma das razões por que alguns de nós apresentam níveis muito baixos de produtividade. Para atingir resultados, ter uma execução de excelência é necessário colocar altos níveis de atenção nas atividades que realizamos.

Na Concept, ao longo de mais de 9 anos ajudando empresários e líderes a transformarem metas em resultados, identificamos 4 motivos que tornam a realização de sonhos (metas) mais complicados. Clique aqui para assistir ao vídeo e certifique-se de que você não está cometendo nenhum desses erros.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *